De Santiago de Compostela para o Leblon

Quem quer parar num lugar tradicional, pelas bandas da Zona Sul, não precisa pensar duas vezes. O Restaurante Alvaro’s, na esquina da Ataulfo de Paiva com Cupertino Durão, é um daqueles lugares que ainda apresenta o romantismo da década de 60.

Com um ambiente aconchegante, a casa possui em seu cardápio pratos generosos que podem ser divididos entre dois comensais. Manolo Casal, o simpático espanhol que comanda o restaurante sugere os pastéis feitos com cerveja e aguardente em sua massa, o que faz a iguaria ser diferenciada, por chegar à mesa crocante e seca.

Receita familiar, vinda de Santiago de Compostela, os pastéis podem ser, entre os clássicos, de carne, queijo e camarão. Catupiry e palmito são as novidades do restaurante. Os pastéis são vendidos à unidade. Os de carne, queijo e camarão custam R$ 4,50, e os de carne seca c/catupiry, catupiry ou palmito, R$ 5,50.

 •  Postado por DMC21 •  17 Novembro, 2015

A força dos tentáculos

Essa iguaria que domina o fundo do mar, o polvo, também tem começado a dominar o prato dos brasileiros. Na culinária do Brasil, ainda é pouco comum, mas tem crescido sua procura por ter uma carne macia, de textura elástica e bastante saborosa. Esse molusco é muito popular no Japão e, aqui no Brasil, normalmente, ele compõe pratos da culinária japonesa – presente em sushis, sashimis e temakis – e chinesa, além de outras refeições. Ele tem benefícios à saúde, em especial no combate ao colesterol alto e a doenças cardíacas, por conter ômega-3. Pesquisadores constataram que o polvo é um alimento de alto valor nutritivo e biológico por ser de fácil digestão, rico em vitaminas A e B, tendo baixo índice de gordura e colesterol quando comparado a outros mariscos. Esse estudo foi feito com a população da ilha de Guarapuá (BA), que tem o molusco como principal recurso pesqueiro. Mais de 80% dos habitantes de lá inclui o polvo regularmente em suas refeições. Além desses benefícios, o alimento também é fonte de proteínas, ferro, cálcio, fósforo e potássio. Entre todas as fontes de proteína consumidas mundialmente, 24% são de peixes e frutos do mar.

No Rio, vários restaurantes já introduziram o molusco no cardápio. O Polvo é a estrela da estação, no mini festival, do restaurante Alvaro´s, no Leblon. A casa apresenta quatro versões do que promete agradar aos mais variados paladares, à R$ 80. Polvo à Portuguesa (cozido com batatas cozidas, alho e cebola), à Espanha (cozido com molho de tomate com batatas, pimentão e cebolas), à Minhota (arroz com ovos refogado no azeite, azeitona) e à provençal (polvo frito, fatiado, alho, champignon, salsinha verde e arroz de brócolis) O mini festival promete ficar no cardápio até o final da estação. Telefone: 2294-2148

 •  Postado por DMC21 •  10 Novembro, 2015

Bacalhau faz a festa dos pais no Alvaro’s

O domingo, dia 09, é só dele e de mais ninguém! Dia de homenagear o paizão e presenteá-lo com tudo de bom, começando com aquele almoço em família.

O tradicionalíssimo Alvaro’s, que há mais de cinquenta anos recebe os pais no Leblon, oferece 11 opções de pratos preparados com o legítimo bacalhau da Noruega. Entre elas, Bacalhau ao Brás (desfiado, batata palha, cebola, azeitonas, ovos e alhos) à R$77,00, Bacalhau à Minhota ( desfiado misturado com arroz e brócolis) à R$77,00 e o grelhado à Lionesa (com batatas sauté, cebola, salsa, azeitona e pimentão (posta R$108,00 e lombo 129,00). Para a sobremesa, a sugestão fica por conta goiabada com catupiry, (R$14,00 ).

 •  Postado por DMC21 •  03 Agosto, 2015

Picadinho, encanto boêmio dos anos dourados

Alvaro’s, no Leblon, resgata a tradição do prato que está no cardápio há mais de 50 anos

Carioca da gema, literalmente, o picadinho como todo bom samba de malandro, além de ótimo, tem data de nascimento incerta e autoria discutível. Como muitos dos pratos tradicionais do Rio de Janeiro, o Picadinho tem seu antecessor nas mais antigas tradições culinárias portuguesas. Vindo do Arquipélago da Madeira o Picado português chegou por estas bandas há mais de 200 anos e pode ser feito com carne bovina, suína, aves ou até frutos do mar. Já no Rio, foi adaptado aos ingredientes que se podia encontrar aqui e ao gosto da população que se mesclava com os lusitanos recem-chegados.

Como se fosse um elixir revigorante, começou a ser servido no século 19 aos boêmios frequentadores do famoso bairro da Lapa após as noitadas regadas a álcool e boa música.

Nos anos 50 caiu no gosto da alta sociedade carioca quando, encantado com o sabor do prato, o chef executivo do Hotel Copacabana Palace colocou o Picadinho no cardápio da Boate Meia Noite.A casa tinha esse nome já que abria suas portas à meia noite e fechava só quando o sol raiava.

Conta-se - nos bares - que foi sendo aprimorado através das madrugadas, dos boêmios e dos “botequins” que o preparavam. Encantou também a grandes astros e estrelas de Hollywood, que visitaram o Brasil.

“A carne cortada na faca – requisito obrigatório na receita – era cozinhada em panela de cobre e levava cebolinha picada bem fininha, louro, tomate, manjericão, segurelha e alecrim. Ia para a mesa em recipiente de barro, com arroz, agrião picado, farinha de mandioca, pimenta malagueta e ovo poché” conta Manolo Casal, proprietário do tradicional Alvaro's, no Leblon, que a mais de 50 anos serve a iguaria. Tinha, segundo ele, o charme (tropical) da tradicional soupe d’oignon saboreada nas madrugadas parisienses.

Para grande gáudio de toda a boemia tupiniquim, o picadinho, que no Alvaro’s custa R$75 e serve duas pessoas, se espalhou pelos grandes centros e acrescido de croquete de banana, continua hoje, remodelado com fidelidade, alimentando a alegria, não só das madrugadas do Alvaros ( filet mignon picado na manteiga, ovo frito, banana, arroz e farofa, à p/ duas pessoas) - ponto tradicional da boemia carioca- mas também de almoços e jantares - democraticamente, sem frescura - com o encanto boêmio de sua origem e o glamour dos anos dourados.

Manolo Casal presenteia os leitores com a receita tradicional do Picadinho Carioca do Alvaro’s: Ingredientes:

1 kg de filé mignon

2 colheres (sopa) de manteiga

2 dentes de alho amassadinho

2 cebolas

1 folha de louro

1 ovo frito

1 banana frita cortada ao meio

Arroz

Farofa

Modo de Fazer:

Limpe a peça de filé, tirando toda fibra e gordura, depois com faca bem amolada, vá picando a carne em pedaços pequeninos ponha-os em uma vasilha, tempere bem com alho socado. Em uma frigideira leve a manteiga ao fogo, quando esquentar junte a carne, o louro e frite um pouco de cada vez até dourar. Prove e ajuste o sal e a pimenta do reino. Retire do fogo e sirva em seguida. Acompanha arroz branco, farofa, ovo e banana frita.

 •  Postado por DMC21 •  03 Agosto, 2015

Alvaro’s aposta no Quindim no mês de festas Juninas

Queridinho do Leblon, o Alvaro’s é um típico restaurante da culinária brasileira e internacional que faz parte da história gastronômica do Rio de Janeiro. Feijoada, rabada com agrião e polenta dividem a atenção com iguarias como a língua bovina ao molho madeira, diversas opções de bacalhau, camarões e polvo.

OPara o mês de junho, Manolo Casal, o simpático espanhol radicado no Rio há mais de cinqüenta anos, quando comprou a casa, aposta na fartura dos quindins, à R$ 10 a unidade, em comemoração à tradição das festas juninas.

Apesar de ser um doce de origem portuguesa, o quindim caiu no gosto dos brasileiros que adaptaram o quitute da receita original, que levava amêndoas, trocando-as pelo coco.

 •  Postado por DMC21 •  21 Julho, 2015

Dia dos namorados apimentado no Alvaro's

Para começar a noite, uma boa opção é o Restaurante Alvaro’s, no Leblon. Manolo Casal, proprietário da tradicional casa, montou um cardápio especial com três opções que possuem a pimenta como elemento afrodisíaco: Steak Poivre, filet grelhado na chapa, preparado com pimenta do reino, molho madeira e acompanhado de batatas cozidas R$ 62, Escalope Olstein, filet à milanesa, pickles, ovo frito, ervilhas, batata sauté e anchovas R$ 62 e o Salmon La Vie in Rose, Salmon grelhado com molho de alcaparras, camarão com champignon derretidos na manteiga, acompanhado por batatas cozidas R$65. Todas as opções levam doses moderadas de pimenta, sendo que o Steak Poivre é um pouco mais ardente.

Aos casais que forem comemorar a data na casa, o Alvaro’s brindará os pombinhos ofertando uma taça do vinho.

As sugestões de sobremesas são – no mínimo – insinuantes: Mousse de chocolate R$ 7,00 e Morango com creme R$ 10,00.

 •  Postado por DMC21 •  10 Junho, 2015

Alvaro’s chega aos 52 anos no Rio

No coração do Leblon, esquina da Ataulfo de Paiva com Cupertino Durão, a casa abriu as portas em 1963, com o pernambucano Alvaro, que tinha fama de ser um homem bravo, que espantava a tiros a malandragem e os inconvenientes da época. Mas, para os fregueses, o bar e restaurante era um local ideal para cafés, petiscos e aperitivos e um bom bate papo, além de ter uma comida caseira que ficou famosa na cidade e até hoje está no cardápio.

Segunda-feira é dia de feijão tropeiro, quarta tem carne assada, sexta é dia de rabada, sábado – feijoada e domingo, o melhor cozido do Leblon. “Nunca fizemos mudanças nestes pratos do dia, assim como mantemos a canja-de-galinha e os pastéis”, conta Manolo Casal, que em 1967 comprou do pernambucano a casa, em sociedade com o irmão Antônio. Só em 1985, José Maria, o Pepe (que por quase uma década foi garçom) entrou para a sociedade e ficando até ano passado quando veio a falecer. A clientela também aumentou e além da “Turma do Leblon” angariaram gente famosa como atores, políticos, empresários e boêmios.

Na verdade, ninguém diz que o Alvaro´s é um cinquentão e que hoje é um dos raros sobreviventes da fase áurea da boemia do Leblon e o que é melhor, os preços são honestos e não assustam, as porções continuam generosas, o chope é geladíssimo e a comida boa e generosa com pratos que servem duas pessoas.

 •  Postado por DMC21 •  06 Junho, 2015

É Tempo de Jabuticaba!

Novembro é época de jabuticaba. Fruta 100% brasileira, típica da Mata Atlântica, que possui uma boa quantidade de vitamina C e algumas do complexo B, além de ser rica em sais minerais como o cálcio e o fósforo e possuir baixo teor calórico.

Usualmente consumimos a polpa, mas a casca é rica em flavonóides, elementos antioxidantes, dentre eles a antocianina, responsável pela coloração da fruta. Os antioxidantes atuam no nosso organismo reduzindo os radicais livres ou os malefícios causados pelos mesmos nas células, e por isso são fundamentais na prevenção de cardiopatias, arterosclerose, doenças pulmonares, diabetes e neoplasias. A oferta é uma tradição da casa e de seu proprietário, o espanhol boa praça Manolo Casal, fiel devoto do Santo, que tem sua imagem incrustada em uma parede no restaurante, com direito a luzinha vermelha e tudo mais.

Na gastronomia, a fruta está presente em diversos pratos em forma de molhos, temperos e até mesmo como ingredientes nas iguarias servidas, como é o caso do Restaurante Alvaro’s, no Leblon.

Para brindar a safra desta fruta tão brasileira, Manolo Casal apresenta aos comensais o Tornedor à Tropical (filet mignon alto com molho de finas ervas e geleia de jabuticaba) por R$68. Para harmonizar o prato, Casal sugere a garrafa de vinho Faustino V à R$140.

 •  Postado por DMC21 •  22 Novembro, 2014

ALVARO’S COMEMORA FERIADO DE SÃO JORGE

Para comemorar o feriado do Santo Guerreiro, quinta-feira, dia 23, o restaurante Alvaro´s, no Leblon, estará distribuindo aos comensais medalhinhas bentas de São Jorge. A oferta é uma tradição da casa e de seu proprietário, o espanhol boa praça Manolo Casal, fiel devoto do Santo, que tem sua imagem incrustada em uma parede no restaurante, com direito a luzinha vermelha e tudo mais.

A sugestão gastronômica para a data é a carne seca desfiada com cebola sauté, purê de abóbora, arroz, couve, tutu e farofa. Como sobremesa a sugestão é banana frita com sorvete de creme.

 •  Postado por DMC21 •  22 Abril, 2014

Alvaro’s apresenta festival de Línguas

O Restaurante Alvaro’s apresenta um mini festival de línguas. Cinco sugestões de pratos com línguas bovinas promete agradar aos comensais junto com uma vasta carta de vinho para acompanhar.

A iguaria é cozida, fatiada e servida com molhos especais. Manolo Casal, proprietário do restaurante, indica a Língua Romana (fatias de língua à dore, molho de tomate e purê de batatas) e Língua com Creme de Espinafre (fatias de língua, molho madeira e creme de espinafre) . Outras opções do mini festival são: Língua ao Madeira com Purê e Língua ao Madeira à Piamontese. Os acompanhamentos podem ser mudados à preferencia do cliente.Para harmonizar a casa disponibiliza uma ampla carta de vinhos tintos climatizados, europeus, argentinos, chilenos e brasileiros.

 •  Postado por DMC21 •  28 Abril, 2014

Bacalhau é no Alvaro’s

O restaurante tradicional Alvaro’s, no Leblon, apresenta duas novidades de peixe no cardápio: O Lombo de Bacalhau e a Posta de Bacalhau. São diversas versões tradicionais da receita, dentre as opções estão “do Porto” (grelhado, batatas, corada, cebola, pimentão, azeitonas e ovo), “à Portuguesa” (Brócolis, ovos, batatas, alho, cebola, tudo cozido), à Lionesa (grelhada com sauté, cebola, salsa, azeitonas e pimentão) entre outros.

Os acompanhamentos podem ser modificados à escolha do cliente.


 •  Postado por DMC21 •  01 Maio, 2014

Festival de tornedor no Alvaro’s

O restaurante Alvaro’s, no Leblon, acaba de lançar em seu tradicional cardápio o Festival de Tornedor com 11 sugestões feitas com a iguaria.

Os cortes são apresentados com pedaços altos de filé mignon e cada sugestão possui um acompanhamento próprio, como por exemplo, o Tornedor ao Molho Roquefort (filé mignon alto com molho roquefort e arroz de passas) , Tornedor ao Café de Paris (com molho de estragão e arroz de passas) , ao Alvaro’s (com molho de champignon e arroz puxado no molho madeira com cheiro verde) e à Diplomata (champignon, aspargos, batata noisette, arroz à grega e presunto) . Outras sugestões do festival são: Tornedor à Tropical, Tornedor à Dias Ferreira , à Diplomata , à Grand Duc , à Marechal , à Oriental , à Suiça e à Chassium . A casa dispõe de uma farta carta de vinhos para acompanhar o Festival de Tornedor.

 •  Postado por DMC21 •  02 Maio, 2014

O melhor cozido do Leblon está no Alvaro’s

Há 50 anos o restaurante Alvaro’s oferece como prato de domingo o Cozido à Brasileira. O tradicional ensopado é preparado com vários tipos de legumes, verduras e carnes. Além de saboroso, o cozido do Alvaro’s também é leve e fica ótimo acompanhado de uma taça de vinho Faustino V Reserva Rioja.A sugestão é uma boa pedida para degustar em qualquer época do ano.




 •  Postado por DMC21 •  04 Maio, 2014

Camarão do Alvaro´s

O tradicional restaurante Alvaro´s, no Leblon, oferece uma sugestão que tem a cara do Rio, o Camarão do Penta (camarão grelhado com arroz de açafrão, cerejas verdes e salsa). Vale a pena saborear!!!




 •  Postado por DMC21 •  06 Maio, 2014

Mini Festival de Polvo no Alvaro’s

O Polvo é uma das estrelas da estação em um mini festival no Restaurante Alvaro’s, no Leblon. A casa apresenta quatro versões do molusco. Polvo à portuguesa (cozido com brócolis, batatas, alho, cebola e ovo), à espanhola (cozido tomate, cebola, pimentão azeitonas e batata) a Minhota (misturado com arroz de brócolis, cebola e azeitona) e à provençal (frito com champignon, alho e salsa).O Cefalópode de oito tentáculos é rico em sais minerais e vitaminas do complexo B, possui carne muito saborosa com mínimo teor de gordura.

Segundo Manolo Casal, a carne do polvo é toda comestível e muito apreciada no mundo inteiro. “É um molusco marinho (não tem ossos)muito apreciado pelos cariocas e pode ser degustado como entrada ou prato principal” diz Manolo.

 •  Postado por DMC21 •  06 Junho, 2014

Feijoada completa Alvaro’s

A feijoada virou tradição nos almoços de fim de semana e se há um prato que tem a cara do Rio, é a feijoada. E se há uma feijoada que é unanimidade entre os cariocas, é a do Alvaro’s. Tradição da Zona Sul, a feijoada do Alvaro’s é sucesso entre os freqüentadores da casa.

A feijoada completa (feijão preto cozido, orelhas, rabo, pé, paio, carne seca, linguiça calabresa e costela de porco) vem acompanhanda de arroz branco, couve refogada no alho, farofa e laranja, e é servida para duas pessoas todos os sábados.

Tradicional e com o cardápio bem variado, o Alvaro´s no Leblon já faz parte da história da gastronomia do Rio de Janeiro. A duas quadras da praia, o restaurante existe há mais de 50 anos e se manteve todo esse tempo, como um dos preferidos da cidade. Além dos famosos habituès como Maria Zilda, Ziraldo, Cristiane Torloni e outros que não abrem mão dos pratos fartos e já aprovados pelo paladar carioca, o restaurante conquista a cada dia mais fãs para sua cozinha.

 •  Postado por DMC21 •  28 junho, 2014

Pasteis do Alvaro’s: Cachaça e cerveja dão sabor especial ao petisco

O tradicional restaurante Alvaro’s, no Leblon, tem como um dos petiscos mais pedidos da casa, os famosos Pastéis. Receita de família, trazida de Santiago de Compostela, o segredo do sucesso está em usar Cachaça e Cerveja no preparo da massa, que conferem o crocante e o sabor peculiar da iguaria. Nos sabores carne, queijo ou camarão e palmito ou catupiry.

Os pasteis são fritos na hora.




 •  Postado por DMC21 •  19 Agosto, 2014

Sorvete com banana

Uma das tradicionais sobremesas do Alvaro’s, no Leblon, é a banana frita com sorvete de creme.

Muito requisitada pelos comensais, a sobremesa pode ser uma opção interessante na finalização de pratos como bacalhau, camarão, filés, polvo, feijoada, cozido, entre outros pratos.




 •  Postado por DMC21 •  28 Novembro, 2014